sexta-feira, 22 de maio de 2009

Versos para as insubmissas filhas de Lilith


Por André Dib

literatura // Livro de Cida Pedrosa é inspirado na personagem bíblica e é composto de poemas sensuais e eróticos



Nas últimas décadas, o mito de Lilith tem servido de inspiração tanto para artistas quanto para militantes da causa feminista. Insubmissa e rebelde, esta personagem bíblica perdeu o status de primeira mulher, feita por Deus com o mesmo barro de Adão, para amargar por séculos o papel de demônio. Identidade que tem sido contestada por mulheres na busca de emancipação e por artistas que evocam a sensualidade e erotismo de Lilith em suas obras. De forma particular, estas duas dimensões estão presentes em As filhas de Lilith, novo livro de poesias de Cida Pedrosa.

Publicação conta com obras da artista plástica Tereza Costa Rego e projeto gráfico de Jaíne Cintra, designer da equipe de arte do Diario Foto: Tereza Costa Rego/Divulgação
Em conversa com o Diario, a escritora revela que buscou em Lilith o antídoto para a síndrome de culpa que recai nos ombros femininos desde que Eva foi acusada como responsável pelo paraíso perdido. "Acho que nós, mulheres, carregamos essa culpa, e isso é uma crueldade sem fim". Os dois anos de "gestação" renderam 26 poemas com figuras femininas, uma para cada letra do alfabeto. De Angélica a Zenaide, há espaço para pessoas e cenas comuns ao cotidiano, vertidas para o suporte poético de forma ousada e perspicaz, e descritas pela criadora como "mulheres pós-tudo, e histórias do que fizeram de nós".

A falta de pudor de alguns poemas beira o pornográfico, pois abre mão da metáfora para descrever atos e situações sexuais. Porém, como explica Cida, a obra não se restringe ao erotismo: também trata de lutas, dor e morte. No "verbete" Sihem, ela recria a saga real de uma mulher-bomba, que veste burca e, ao contrário do que prevê o profeta, quando chegar ao paraíso, não terá 40 virgens à espera. Outro dois personagens não-fictícios serviram aos propósitos da escritora: Joanita, uma das mães da Praça de Maio, e Khady, menina senegalesa que teve o clitóris mutilado.

A estrutura do poema narrativo, aquele que conta uma história, encontra explicação na origem da autora, nascida na área rural de Bodocó, sertão do Araripe. "A gente não tinha televisão, e meu pai, Francisco de Assis, era um grande contador de histórias. Outro era o marceneiro Zé Pedro. As histórias deles eram mais do que cinema".

As filhas de Lilith chama atenção não somente pelo conteúdo, mas pelo produto em si. Desde quando submeteu o livro ao edital do Funcultura, ela tinha em mente convidar a artista plástica Tereza Costa Rego, que disponibilizou 29 obras para o projeto. O feliz "casamento" entre texto e imagem é mérito do projeto gráfico de Jaíne Cintra, designer da equipe de arte do Diario. "O livro deixou de ser meu. É de nós três", diz Cida.

Com o lançamento, Cida comemora 30 anos de carreira, e o início de uma nova fase. Entre a advocacia (na qual atuou na área de direitos humanos) e a vida literária, iniciada com o Movimento dos Escritores Independentes, de 1982 para cá, publicou quatro livros: Restos do fim, O cavaleiro da epifania, Cântaro e Gume. Todos sob a marca da independênciareconhecível nas palavras "edição do autor". Desta vez, seu trabalho traz na capa o selo da Editora Caliban, sinônimo de tratamento gráfico diferenciado e distribuição de abrangência nacional.

"Este livro é um ritual de passagem", reflete Cida, que a partir de agora se dedicará ao universo da prosa, a começar por um livro de contos. Isso após terminar a agenda de lançamentos, que inclui as cidades de Garanhuns (16/06), Bodocó (23/06), Petrolina (25/06) e Paraty (RJ), onde participa da OFF Flip


http://www.diariodepernambuco.com.br/2009/05/20/viver1_0.asp

quarta-feira, 20 de maio de 2009

Poemas da Amiga

mário de andrade





A tarde se deitava nos meus olhos
E a fuga da hora me entregava abril,
Um sabor familiar de até-logo criava
Um ar, e, não sei porque, te percebi.


Voltei-me em flor. Mas era apenas tua lembrança.
Estavas longe doce amiga e só vi no perfil da cidade
O arcanjo forte do arranha-céu cor de rosa,
Mexendo asas azuis dentro da tarde.


Quando eu morrer quero ficar,
Não contem aos meus amigos,
Sepultado em minha cidade,
Saudade.


Meus pés enterrem na rua Aurora,
No Paissandu deixem meu sexo,
Na Lopes Chaves a cabeça
Esqueçam.


No Pátio do Colégio afundem
O meu coração paulistano:
Um coração vivo e um defunto
Bem juntos.


Escondam no Correio o ouvido
Direito, o esquerdo nos Telégrafos,
Quero saber da vida alheia
Sereia.


O nariz guardem nos rosais,
A língua no alto do Ipiranga
Para cantar a liberdade.
Saudade...


Os olhos lá no Jaraguá
Assistirão ao que há de vir,
O joelho na Universidade,
Saudade...


As mãos atirem por aí,
Que desvivam como viveram,
As tripas atirem pro Diabo,
Que o espírito será de Deus.
Adeus.

terça-feira, 19 de maio de 2009

Da Barbie ao Scooby-Doo, livros infantis divertem e educam - 19/05/2009

da Folha Online

A Livraria da Folha apresenta uma seleção de livros infantis que divertem e educam meninos e meninas de todas as idades. Veja uma seleção de sugestões abaixo -- como o Capitão Cueca, Deltora, Scooby-Doo -- e escolha os livros para presentear seu filho, sobrinho, neto ou amiguinho.

Conheça também a lista completa de livros infantis da Livraria da Folha.

*
CAPITÃO CUECA:

Divulgação


"Coleção Capitão Cueca" - Em oito volumes, traz as aventuras de Jorge e Haroldo, dois garotos que adoram escrever histórias em quadrinhos. Mas os gibis são confiscados pelo diretor do colégio, o malvado Sr. Krupp. Para escapar do castigo, os garotos o hipnotizam e fazem ele virar o super-herói Capitão Cueca!

SCOOBY-DOO:



Divulgação


Apesar de medrosos e atrapalhados, Scooby e Salsinha formam uma dupla e tanto! Na série de livros Scooby-Doo, eles desvendam mistérios assustadores e vivem aventuras de tirar o fôlego! Entre para a Turma dos Mistérios S.A e junte-se a Velma, Daphne, Fred, Salsicha e Scooby na missão de solucionar enigmas.

GOOSEBUMPS:


Sucesso editorial em todo o mundo, a série "Goosebumps" reúne histórias de terror de arrepiar para crianças e adolescentes! As aventuras mesclam terror e humor e fazem todo mundo ficar com o cabelo em pé!

DELTORA:


Conheça o mundo de magia e mistério do reino de Deltora. Escrito por Emily Rodda, uma das mais aclamadas escritoras de livros infanto-juvenis da atualidade, a série de livros "Deltora Quest" conta a história de Lief, que com a ajuda de Barda, seu protetor, e de Jasmine, vive uma fantástica saga para libertar o reino de Deltora das mãos do terrível Senhor das Sombras! Conheça a primeira, a segunda e a terceira séries completas de Deltora!

BARBIE:


Coloridos e com muito brilho, os livros da série da Barbie são recheados de dicas superlegais de moda, beleza, etiqueta, além de muitas aventuras e diversão! Os títulos são indicados para meninas que estão no processo de alfabetização e também para as mais "grandinhas", que já conseguem ler sozinhas. Alguns livros da série trazem, ainda, desenhos para colorir e lindos adesivos da Barbie!

POLLY:


Polly é uma garota criativa, alegre e que está sempre na moda! Destinados a meninas de 6 a 8 anos, os livros da Polly ensinam de maneira simples e atrativa lições como persistência, criatividade, honestidade, respeito e, acima de tudo, a importância da amizade e da família. As histórias refletem a personalidade animada de Polly, sempre disposta a viver aventuras com suas amigas, que adoram animais, esportes, moda e, claro, diversão! Conheça os livros da Polly.


BACKYARDIGANS:


Um pingüim azul, um alce alaranjado, uma hipopótama amarela, um canguru roxo e uma criaturinha cor-de-rosa: essa turminha incomum chegou de mansinho e conquistou crianças de idade pré-escolar no mundo todo, inclusive no Brasil. São os Backyardigans, personagens coloridos e encantadores, que adoram dançar, cantar e viver aventuras. Juntos, eles se reúnem no quintal de suas casas e, embalados por diversas canções e coreografias, conhecem desertos, florestas, montanhas e mares usando o poder da imaginação. Saiba mais sobre cada um dos volumes.

BATMAN:


Os livros ilustrados da coleção infantil "Batman" (Fundamento) são ótimos para as crianças que estão aprendendo a ler e que adoram brincar de super-heróis. As páginas com desenhos coloridos chamam a atenção e os pequenos podem ler um capítulo de cada vez. As histórias têm bastante ação e aventura e trazem mensagens positivas, sem lutas exageradas nem violência imprópria para a idade. Nas histórias, o Homem-Morcego usa coragem e inteligência para enfrentar perigosos vilões como o Chapeleiro Louco, a Mulher-Gato e o Charada!

DE ONDE VEM:


Os livros da coleção De Onde Vem são ideais para presentear as crianças mais curiosas. No volume "De Onde Vem a Televisão?", a personagem Kika faz uma viagem no tempo e aprende tudo sobre TV: dos primeiros televisores e programas aos modernos estúdios e aparelhos atuais. Em "De Onde Vem o Pão?", Kika descobre a origem dos diversos tipos de pães e aprende como eles são produzidos com a ajuda do amigo Torrado.


QUERIDO DIÁRIO OTÁRIO:


Jamie Kelly está virando adolescente. Sua vida está uma loucura e ela escreve um diário --que ninguém pode ler!-- contando tudo o que sente. Ela gosta muito do Lucas, um menino da mesma série do colégio, mas o Lucas nem dá bola! Ele e todos os meninos gostam da Angelina, que é loira, linda, maravilhosa e... inteligente! Em "Querido Diário Otário - É Melhor Fingir Que Isso Nunca Aconteceu", Jamie sonha com um bilhetinho de amor de Lucas, pinta os cabelos para ficar mais bonita que Angelina e faz um ranking dos garotos mais bestas da classe! Em "Querido Diário Otário - Tem um Fantasma na Minha Calça", que pode ser lido mesmo por quem não leu o primeiro, Jamie muda o visual para conquistar o Lucas. Será que ela consegue? Veja os seis volumes da série

ZAC POWER:


Zac Power tem 12 anos e uma vida incomum: ele é um agente secreto que trabalha para o governo! Em suas aventuras, Zac precisa usar a cabeça para solucionar mistérios e vencer inimigos! Mas não pense que a vida de Zac é só aventura. Como todo menino de sua idade, ele precisa estudar e fazer as tarefas de casa! No livro "Ilha do Veneno", Zac precisa encontrar a fórmula da Solução X, criada pelo dr. Drástico, e salvar o seu irmão! Na aventura "Águas Profundas", Zac protege informações guardadas no fundo do mar. No livro "Jogos da Mente", Zac luta contra hackers que querem atacar um satélite. Na aventura "Medo no Gelo", ele é enviado ao Grande Pólo Gelado!

DOKI:


Doki é um cachorrinho muito curioso que adora brincar e descobrir coisas novas! Do canal Discovery Kids para as páginas da série Doki Descobre, ele ensina para as crianças tudo o que aprende em suas aventuras. Em "Hora de Aprender as Horas", Doki mostra que ler as horas é muito fácil! No volume "Primeiras Contas", o cachorrinho ensina as crianças a fazer continhas de adição e subtração! "Limpinho e Cheiroso" mostra que tomar banho, lavar as mãos, escovar os dentes e ir ao dentista são atividades gostosas! Em "Doki e as Palavras Mágicas", nosso amigo ensina como é legal dizer "por favor", "obrigado" e "desculpe". No livro "Bichinhos", Doki conta tudo sobre cachorros, gatos, coelhos, formigas, peixes e tartarugas!

TASHI:


Tashi é o novo amigo de Jack. Ele se parece com um gnomo e vem de uma terra muito distante. É muito corajoso e enfrenta gigantes, fantasmas, monstros e bruxas! Os leitores jovens de 6 a 11 anos ficarão encantados com a coragem e a inteligência do herói nos livros ilustrados da série "Tashi". No livro "Tashi 1", Jack acompanha Tashi em várias peripécias pelo mundo da imaginação! Em "Tashi 2 - E os Gigantes", Tashi enfrenta gigantes e bandidos! No livro "Tashi 3 - E os Fantasmas", ele expulsa fantasmas da floresta!

FÁBULAS BUDISTAS:


Totalmente ilustrados, "Noites Iluminadas", "Noites Encantadas" e"Noites Mais Iluminadas" trazem histórias interativas que fortalecem o relacionamento entre pais e filhos e ajudam a iniciar as crianças na prática da meditação. Leia mais sobre "Noites Iluminadas", "Noites Mais Iluminadas" e "Noites Encantadas".


CULINÁRIA PARA CRIANÇAS:


Os livros ilustrados "Meu Primeiro Livro de Culinária" e "O Pequeno Mestre-Cuca" ensinam receitas práticas e divertidas para serem preparadas em família. Leia mais sobre "Meu Primeiro Livro de Culinária" e sobre "O Pequeno Mestre-Cuca.

GRANDES NOMES:


A série "Meu Nome É..." explora a vida e a história de grandes nomes da história mundial em linguagem leve e divertida. As crianças podem aprender sobre Mozart, Picasso, Alexandre, o Grande, Albert Einstein, Marco Polo, Van Gogh e Darwin. Leia mais sobre a série "Meu Nome É...".
"Leonardo da Vinci e o Seu Supercérebro" - Este livro conta para os meninos e as meninas como Leonardo imaginou helicópteros, submarinos e outras máquinas engenhosas séculos antes delas serem criadas!

EU ADORO:


O universo do balé é apresentado para as crianças no livro "Eu Adoro Balé", que encanta pelo texto elegante e pela qualidade das fotos. O livro descreve os passos básicos e as lições fundamentais da dança clássica. Saiba mais sobre a publicação.. Da mesma série, "Eu Adoro Ioga" traz belas fotos sobre as principais posições da ioga e ensina a respirar e relaxar. Leia mais sobre o livro.


COLEÇÃO DAS FADAS:


Meninas vão adorar conhecer as diferentes espécies de fadas, aprender receitas e brincadeiras com "O Livro das Fadas", "O Livro das Fadas de Natal" e "As Quatro Estações das Fadas", todos escritos pela especialista Betty Bib. Leia mais sobre "O Livro das Fadas".

APRENDENDO SOBRE AS DIFERENÇAS:

Os livros ilustrados de Todd Parr, que inspiraram a série de TV "O Mundo de Todd", têm cores vivas e ensinam crianças a conviver com as diferenças, entender o universo da família e cultivar a paz. Os volumes são: "Cuecas e Calcinhas", "Tudo Bem Ser Diferente", "O Livro da Família", "O Livro da Mamãe", "O Livro do Papai", O Livro dos Sentimentos" e "O Livro da Paz".

"Um Garoto Chamado Rorbeto" - O compositor Gabriel o Pensador estréia na literatura infanto-juvenil com a história de Rorbeto, um menino que descobre que tem seis dedos em uma das mãos. Uma obra sobre como conviver com as diferenças, recomendada para todas as crianças e também para alunos e professores que desejam discutir o assunto na escola.

PRICESAS DO MAR:

Os três livros da série "Princesas do Mar" trazem as divertidas e emocionantes peripécias de Polvina, Estér e Tubarina, três princesinhas que resolvem conhecer o nosso mundo. Entre uma onda e outra, elas passam por cada enrascada! Saiba mais sobre os livros

APRENDENDO A DESENHAR:

O desenhista norte-americano Ed Emberley garante que qualquer pessoa pode desenhar. Em seus livros "Desenhando Faces" e "Desenhando Monstros" ele mostra como desenhar a partir de elementos simples como quadrados, círculos, triângulos e outras formas já conhecidas pelas crianças.

HISTÓRIAS ASSUSTADORAS E ENGRAÇADAS:

"O Livro Horripilante de Zé do Caixão" traz contos de terror feitos especialmente para a molecada! Mas nem só de terror se faz um conto. Atrás de cada susto, há sempre uma boa lição a ser aprendida sobre amizade, solidariedade e até sobre o próprio medo. Saiba mais
"Você é um Homem Mau, Sr. Gum!" - Sr. Gum é um velho muito feio, muito sujo e muito malvado! Mas o seu jardim tem o gramado mais verde e as flores mais bonitas da cidade! Nesta história maluca, tudo fica de pernas para o ar quando um cachorrinho resolve brincar no jardim do Sr. Gum! Leia mais

PARA CRIANÇAS QUE QUEREM CONHECER O BRASIL E O MUNDO:


"Um Mundo de Crianças" é o resultado da viagem de Ana Busch e Caio Vilela por mais de 50 países. Os retratos de Caio e os textos de Ana falam de coisas curiosas e mostram como as crianças de cada país vivem. Veja como vivem as crianças no Japão.
"Amazonas" - Thiago de Mello dá uma aula de geografia poética: o folclore da Amazônia, onde mora há mais de vinte anos, exibe todas as cores do mundo. As sete histórias aqui reunidas foram recontadas no registro de quem fala a "língua" da região e vive à beira do rio Paraná-dos-Ramos.




"Lá Vem História" - Embarque em uma viagem através da imaginação de outros povos e dos sonhos de crianças que viveram em outras épocas! "Lá Vem História" apresenta valentes samurais no Japão; diabos espertíssimos na Europa Central; ursos que viram estrela no Pólo Norte; imensos homens-gatos na Austrália. E mais: Macunaíma, Scherazade, o Negrinho do Pastoreio...


"Lá Vem História Outra Vez" - O que será que tem dentro do cofre do sábio? Qual é a mensagem secreta dos papagaios? Quem é o ser humano mais inteligente do mundo? As respostas podem estar num conto do Himalaia, numa fábula persa ou numa singela história africana.

"Viagem pelo Brasil em 52 Histórias" - Cada uma das 52 narrativas (número escolhido para que o leitor tenha uma nova história por semana, durante um ano) contém quadros explicativos ilustrados com fotos e desenhos que informam sobre a geografia, a botânica, a zoologia, a história, a economia e a cultura do país.

"Viagens para Lugares que Eu Nunca Fui" - Neste livro, Arthur Nestrovski explora a ideia de que podemos entrar em contato com o novo sem sair de nossas próprias cabeças. O livro traz caderno de viagens imaginárias, no qual ele descreve lugares como Sevilha, Marrakech, Itapuã, Bessarábia, o Parque Kruguer, na África, Bali, Gorgonzola, Machu Picchu, San Francisco, Darjeeling, Kyoto, a Ilha de Páscoa e Alexandria.

"Volta ao Mundo em 52 Histórias" - Nesta coletânea é possível encontrar 52 narrativas de 33 países dos cinco continentes, incluindo clássicos como "Chapeuzinho Vermelho" e histórias cuja difusão se restringiu a determinadas culturas, como "Soliday e o corvo", da Jamaica. Alguns contos pouco conhecidos no Brasil, como o tcheco "A raposa manca", assemelham-se a narrativas famosas, como "O Gato de Botas". Todas as histórias são complementadas por informações paralelas sobre sua origem, seu tema e seus símbolos, sobre locais e personagens relacionados com os protagonistas, sobre o país e a época em que teriam se desenrolado.

LIVROS PARA TODA A FAMÍLIA:


Mas que família problemática...e divertida! Um pai inventor, uma mãe feiticeira, uma avó alienígena e um tio pirata. Os livros "Minha Mãe é um Problema", "Meu Pai é um Problema", "Meu Tio é Um Problema" e "Minha Avó é um Problema" mostram que apesar de diferente, essa família é muito alegre e amorosa.

"Livro da Primeira Vez" - Otavio Frias Filho, diretor de redação da Folha de S.Paulo, narra com sobriedade e humor as experiências mais cabeludas: o primeiro não, a primeira morte, a primeira festa. O ilustrador Guto Lacaz confere uma forte identidade visual ao menino acentuando o caráter universal da história. Indicado para crianças, pais e professores que transformam decepções infantis nas primeiras lições rumo ao amadurecimento.



"Histórias de Avô e Avó" - Neste livro autobiográfico, o crítico e professor de música Arthur Nestrovski fala de sua família, formada por imigrantes russos de origem judaica. As histórias protagonizadas por seus avós ganham destaque, como a vez em que a vó Luisa levou uma corrida de um touro ou quando o vó Felipe comprou um carro mesmo sem saber dirigir. Esta edição traz fotografias antigas e cartões-postais do começo do século.

"A Vovó Virou Bebê" - Através da história de Sofia, uma menina que tem uma avó que parece cada vez mais esquecida, o livro explica às crianças o que é a doença de Alzheimer e esclarece as principais dúvidas. Ao final, Sofia mostra que aprendeu a lição direitinho e ensina como cuidar de uma pessoa querida que tenha Alzheimer.

"Ei! Tem Alguém Aí?" - Essa é a história de um menino de oito anos que vai ganhar um irmãozinho. Enquanto espera os pais voltarem da maternidade, ele recebe a visita de outro planeta: Mika. Apesar das diferenças, os dois têm muita coisa em comum.


"A Árvore da Família" - Conheça a origem dos sobrenomes, curiosidades sobre o significado de vários nomes, dos brasões de família e saiba como fazer a árvore genealógica da sua família. Uma brincadeira divertida que envolve pesquisa, geografia, história e muita cultura popular!

"Vou Ganhar Um Irmãozinho" - A chegada de um novo bebê na família muda a vida de todos. Principalmente das outras crianças da casa. O livro explica como funciona a gravidez e como o novo irmãozinho se forma dentro da barriga da mamãe, passo a passo.

Xô doença! Com os Doutores da Alegria não tem tempo ruim. No "Livro dos Segundos Socorros", eles ensinam brincadeiras divertidas para crianças que estão hospitalizadas que podem ser feitas com os médicos, as enfermeiras e os pais.

PARA GAROTOS ESPERTOS E MENINAS AUDACIOSAS:

"Contos Para Crianças Impossíveis" - O grande escritor francês Jacques Prévert encampa um discurso provocativo, em histórias cujos personagens são animais. Ora um dromedário sente-se ofendido ao ser chamado de camelo, ora um jovem leão revolta-se contra o adestrador, ora um cavalo clama em voz uníssona por liberdade. Os bichos de Prévert não são como os da maioria das histórias infantis - ingênuos, politicamente corretos, obedientes.

"Declaração Universal do Moleque Invocado" - "Toda criança tem direito a uma máquina de coçar macaco, uma de enxugar gelo, uma de acender fogo no rabo, uma de descascar abacaxi e também a um patinete prateado." São exigências de uma declaração universal de direitos proposta pelo autor. Uma forma de compreender o lugar da criança inteligente e bem informada neste novo milênio.

"O Livro Perigoso Para Garotos" resgata brincadeiras antigas, truques, jogos, revela curiosidades sobre o sistema solar, batalhas famosas e histórias sobre coragem e bravura. Indicado para meninos de oito a 80 anos, essa mistura de almanaque, enciclopédia e manual de sobrevivência para meninos é leitura obrigatória para pais que querem reviver as brincadeiras da infância e mostrar para os filhos que um jogo de pôquer pode ser tão ou mais divertido que os jogos de vídeo-game atuais. O livro é da Editora Record. Leia mais

"O Livro das Garotas Audaciosas" - Atenção, esse guia de aventuras é absolutamente proibido para os meninos! A contra-capa já avisa: o livro foi feito para todas as garotas de espírito independente e com uma queda para... ôps... encrencas! Manual completo de brincadeiras e jogos para meninas que gostam de aventuras, o livro ensina como organizar uma festa do pijama, ler as mãos, fazer um caderno decorado, mais de dez formas de brincar de "pique" e até como construir um balanço de madeira! E para inspirar as garotas, mostra ainda mulheres audaciosas que fizeram história no Brasil e no mundo inteiro. O livro é da Editora Record.

Quem é que nunca se imaginou na pele de um super-herói? O "O Guia dos Curiosinhos - Super-Heróis", do jornalista Marcelo Duarte, ensina aos pequenos como criar seu próprio herói (incluindo um grito de guerra), escolher o melhor disfarce, como guardar sua identidade secreta e explica por que jamais escolher um papagaio como companheiro de aventuras.

Mas, antes de tudo, o guia apresenta as curiosidades dos mocinhos que já existem: Batman, Super-Homem, Tarzan, Zorro, Homem-Aranha, Robin Hood e muitos outros!

"O Pequeno Grande Senna"

Será que Ayrton Senna nasceu com rodinhas no lugar dos pés? Este livro ilustrado e colorido, para crianças de oito a 80 anos, conta como foi a infância do tricampeão mundial de F-1, quais eram suas notas na escola, como ele se comportava em casa, qual sua comida favorita, quem foi a primeira namoradinha, quando ele aprendeu a dirigir e as traquinagens e aventuras que ele viveu. O livro é da editora Panda Books.

POEMINHAS PARA CRIANÇAS:

"Poeminha Em Língua de Brincar" - Finalista do Prêmio Jabuti 2008, este livrinho ilustrado faz uma grande brincadeira com as palavras em ritmo de poesia.
O livro apresenta uma oportunidade imperdível de apresentar às crianças a obra de um dos mais importantes poetas da literatura brasileira contemporânea, Manoel de Barros, e emociona pela beleza das imagens --desenhadas pela filha do poeta, Martha Barros-- e delicadeza da poesia dedicada aos pequenos.

"Temqueliques" - Você já deve ter ouvido frases assim várias vezes ao longo de sua vida: "Você tem que tomar banho!" Percebeu como mandam na gente? Pois o senhor Temque é um terrível mandão. Ele resolve o que 'Temque" e o que "não Temque". Em Temqueliques - limeriques do poderoso e perigoso Temque, a escritora Tatiana Belinky discute os deveres e os direitos das crianças com divertidos limeriques (poemas curtos de origem irlandesa).

LIVROS PARA PERDER O MEDO:

"A Princesinha Medrosa" - Com a força das fábulas clássicas e seu humor suave e particular, ele conta a história de uma princesinha que tem medo do escuro, até que conhece um garoto que lhe ensina a ouvir o sussurro das estrelas.Prêmio de Melhor Livro para Crianças, em 2002, concedido pela FNLIJ.

"Lobinho em Nova Aventura: O Terror Domesticado" - Neste volume, o personagem Lobinho --um filhote de lobo que foi enviado à Floresta Assustadora para se tornar "do mal"--, seu irmão Cheirinho Forte e o primo Uivo Ruivo decidem criar a Escola Oficina de Assombrações, que funciona como um centro de treinamento para filhotes de toda a floresta.

"Mais um Pequeno Manual de Monstros Caseiros" - Neste manual, monstros que assombram o cotidiano das pessoas, sejam adultos ou crianças, foram catalogados. O autor identificou, por exemplo, um tal de Vai-Não-Vai, que se caracteriza por nunca dizer as palavras sim e não: "No lugar delas, usa 'quem sabe...', 'vou ver...', ou simplesmente declara: 'Sei lá'". Quando Vai-Não-Vai ataca, a simples escolha do sabor de um sorvete pode se tornar um pesadelo.

"O Livro Horripilante de Zé do Caixão" - O livro traz uma reunião de contos de terror feito especialmente para a molecada. Mas nem só de terror se faz um conto. Atrás de cada susto, vem sempre uma boa lição a ser aprendida sobre amizade, preconceito, solidariedade e até sobre a origem do próprio medo. O título é da editora Panda Books. Saiba mais
GRANDES ESCRITORES PARA CRIANÇAS:

"A Terra dos Meninos Pelados" - Este clássico de Graciliano Ramos conta a história de Raimundo, um garoto muito diferente dos outros. Ele tinha o olho direito preto, o esquerdo azul e a cabeça pelada. Cansado das gozações dos colegas, ele parte sozinho para o país de Tatipirun, onde as pessoas são todas exatamente como ele: ninguém tem cabelo e todos têm um olho preto e outro azul.

"Conto de Escola" - Conto de escola, escrito em 1896, é uma excelente introdução ao universo do maior escritor brasileiro, Machado de Assis (1839-1908). A história de Pilar, mestre em cabular aulas, tem início com a sua decisão de comparecer à escola, onde rapidamente se vê enredado por dois colegas de classe, Raimundo e Curvelo, o primeiro deles, filho do professor. De clara inspiração autobiográfica, Machado registra em chave irônica que a escola também pode ser o palco de lições inesperadas: a corrupção e a delação.


"O Livro das Perguntas" - Este é um ousado experimento vanguardista com esmerado projeto gráfico e impressão cuidadosa. Em viagem ao imaginário do chileno Pablo Neruda, surgem questionamentos sobre os animais, os elementos da natureza, o significado da vida e da morte e sua própria existência.

"As Aventuras do Avião Vermelho" - Escrito por Erico Verissimo, este livro traz as aventuras de Fernando, um menino muito travesso que quer ser aviador. Embarque no mundo da imaginação de Fernando e viaje a bordo do avião vermelho que faz os passeios mais incríveis: pela Lua, pela China, pela África e até na Índia.

"Histórias à Brasileira - Vol 1" - Dez histórias tradicionais recontadas ao estilo brasileiro pela premiada escritora Ana Maria Machado.

"A Maior Flor do Mundo" - Neste livro, José Saramago torna-se um personagem e conta uma história sobre um menino que faz nascer a maior flor do mundo. A partir de então, os leitores são chamados para uma divertida brincadeira, pois Saramago narra-lhes a história do menino e da flor não como se ela fosse a história de verdade, mas como se fosse apenas o esboço do que ele teria contado se tivesse o poder de fazer o impossível: escrever a melhor história de todos os tempos.

CLÁSSICOS DA LITERATURA INFANTIL:

"As Melhores Histórias de Todos os Tempos", de Lídia Chaib e Mônica Rodrigues da Costa, apresenta adaptações das histórias infantis como Chapeuzinho Vermelho, Dom Quixote, João e Maria, Os Três Porquinhos, Branca de Neve e O Flautista Mágico. Leia um trecho da história de "João e Maria"
"A Verdadeira História dos Três Porquinhos" - Certamente você conhece a saga dos três porquinhos, mas será que já escutou a versão do lobo para a história? O autor Jon Scieszka mostra este outro lado dos acontecimentos, narrado de um ponto de vista diferente, para reforçar a "veracidade" da história original e contá-la de uma maneira nova e engraçada.

"Chapeuzinho Vermelho" - O clássico conto recolhido pelos Irmãos Grimm (1830-1959/1963) ganhou roupagem moderna. O texto manteve-se inalterado, mas as ilustrações penetram camadas ocultas do imaginário infantil, reafirmando o universo assustador e original da história.

"As Mais Belas Histórias das Mil e uma Noites" - As cinco histórias reunidas são protagonizadas por reis justos, princesas virtuosas, ladrões torpes e animais sagazes. Em Sherazade, uma inesgotável capacidade narrativa dribla o furor da desilusão do Rei com as mulheres; em Ali Babá e os quarenta ladrões, a discrição de um irmão - somada à astúcia sem limites de sua criada - fazem-no acumular riquezas, enquanto a cobiça e a inveja do outro o aniquilam.

"Contos de Grimm" - O livro ilustrado "Contos de Grimm" (Companhia das Letrinhas) apresenta 11 contos clássicos dos irmãos Grimm, como "Branca de Neve", "Pequeno Polegar", "Os Músicos de Bremen" (que deu origem a "Os Saltimbancos") e "A Inteligente Filha do Camponês".

"Livro de Histórias" - Um livro de cabeceira para a primeira infância, com oito histórias. Quatro delas são conhecidíssimas: "Chapeuzinho Vermelho", "Os três porquinhos", "João e o pé de feijão" e "Cachinhos Dourados e os três ursos". As outras têm a mesma graça, mas são um pouco menos contadas no Brasil: "Os duendes e o sapateiro", "Os três bodes da montanha", "A princesa de verdade" e "O homem-bolo".


"Histórias Maravilhosas de Andersen" - O escritor dinamarquês Hans Christian Andersen retomou antigas histórias populares e as escreveu com uma linguagem usada no cotidiano, com frases curtas, para apresentá-las às crianças. As primeiras histórias foram lançadas em 1835 e logo ele passou a ser considerado o "mestre do conto de fada". Este livro inclui histórias como "A Roupa Nova do Rei", "Polegarzinha", "A Princesa e a Ervilha", "O Patinho Feio", "O Valente Soldado de Chumbo", entre outras.

"Meu Primeiro Livro de Contos de Fadas" - Quatorze contos de fada clássicos são recontados por Mary Hoffman. Ao lado de histórias populares da tradição européia, como "Cinderela" e "A Bela Adormecida", a autora selecionou outras menos conhecidas, como "A mulher do pescador" ou "Diamantes e sapos". São contos dos principais escritores do gênero: Andersen, Madame de Beaumont, os irmãos Grimm e Perrault.

"O Carteiro Chegou" - Assim como todo mundo, os contos de fadas gostam de mandar e receber cartas. João, por exemplo, mal tem tempo de agradecer o gigante pelas ótimas férias que sua galinha de ovos de ouro lhe proporcionou. Cachinhos Dourados aproveita para se desculpar com a família Urso por ter causado confusão na casa. Por isso, quando o carteiro chega é sempre uma festa, e todo mundo o convida para entrar.

ANIMAIS E MEIO AMBIENTE:


"Famílias Animais" - Ricamente ilustrado, o livro traz imagens engraçadas de filhotes de várias espécies animais. ndicado para crianças entre 3 e 7 anos, o livro alimenta a curiosidade própria da idade e mostra de forma lúdica como os filhotes aprendem a andar, comer, tomar banho, brincar e dormir.

"A Vida do Elefante Basílio" - Basílio é um elefante que nasceu na Índia e que acaba indo trabalhar no Grande Circo Lusitano. Em uma viagem do circo ao Brasil, Basílio acaba salvando um menino que estava na plateia. O pai do garoto acaba comprando o elefante e ele passa a morar com o menino em sua casa no Rio. Tudo ia muito bem, Basílio aprendia depressa a falar português e se divertia, até que um dia o elefante é acometido de uma tristeza muito grande e tem uma vontade extravagante: quer virar borboleta.

'Elefante Toma Banho na Banheira?" - No livro "Elefante Toma Banho na Banheira?", o pediatra e psiquiatra infantil Fred Ehrlich discute por meio de perguntas e respostas as diferenças e semelhanças entre animais e humanos. Trata ainda da importância do cuidado com a higiene, mostrando como os animais a fazem.

"Akimbo e os Leões" - Akimbo vive em uma grande reserva na África, onde convive com os bichos mais diferentes. Mas agora ele está entediado: as férias começaram e seu pai, guarda-chefe da reserva, anda ocupado demais para dar atenção ao garoto. Até que, um belo dia de manhã, o pai de Akimbo avisa que vai se ausentar por alguns dias: precisa ir até uma das fazendas no sul, onde há ataques de leões a criações de gado. Leões!!! Akimbo não vai ficar de fora dessa.


"A Árvore Generosa" - A árvore generosa é uma fábula em preto-e-branco sobre a amizade, a consciência ecológica e a passagem para a vida adulta. A árvore sempre acolhe e oferta; ele tudo pede e retira. A árvore propõe uma relação de troca sincera e desinteressada - essa que o menino parece desaprender quando vira homem.

Os pelicanos guardam a comida no papo? Elefantes têm medo de rato? Existem encantadores de serpentes? Por que os hipopótamos só ficam dentro d'água? As corujas viram a cabeça 360 graus? Por que os macacos gostam tanto de bananas? Estas e muitas outras perguntas sobre o mundo animal são respondidas em "Girafa tem Torcicolo?", este livro divertido e cheio de ilustrações da Panda Books!

APRENDA HISTÓRIA DO BRASIL DE FORMA FÁCIL:

"A República dos Argonautas" - O livro traz as memórias ficcionais de uma garota, que em 1979, aos 14 anos, vivia no bairro da Vila Madalena, em São Paulo, durante o período do regime militar. Sem ideologia de mais e sem politização de menos, a história simples e comum da menina se confunde a esse fragmento da história recente do país.

"Bárbara e Alvarenga" - Neste livro, o cenário a ser desbravado é São João D'el Rei, e os protagonistas, outros nomes importantes da literatura e da Inconfidência Mineira: Bárbara Eliodora e Inácio José de Alvarenga Peixoto. Em Bárbara e Alvarenga, o leitor assiste de perto à revolta de Alvarenga, quando prisioneiro, ao compor um poema de indignação, evocando a lembrança dos filhos e da esposa, lamentando o rompimento abrupto devido à condenação.


"Lampião & Lancelote" - O que aconteceria se nosso cangaceiro do sertão nordestino se encontrasse com um dos cavaleiros da Távola Redonda do Rei Arthur? Este encontro mais do que inusitado fez com que o ilustrador e autor Fernando Vilela compusesse uma obra extremamente original, mesclando linguagens diversas: em verso, na sextilha do cordel sertanejo, e em prosa, no tom das narrativas épicas da cultura medieval; em carimbo e xilogravura, com imagens de uma beleza plástica deslumbrante.

Divulgação


"Meninos do Mangue" Prêmio Jabuti 2002 de Melhor Livro Infanto-Juvenil, este livro traz as histórias do mangue, onde vivem caranguejos, siris e muita gente também. Presentes em toda a costa do Brasil, em cidades como Recife e Rio de Janeiro, os manguezais viraram bairros alagados, cuja população sobrevive da riqueza biológica. Neste livro, o leitor vai encontras as histórias dessas pessoas - histórias inventadas, mas muito verdadeiras. No final do volume, um apêndice discute a importância ecológica, social e cultural dos mangues brasileiros.

DA TELINHA PARA OS LIVROS:

"Castelo Rá-Tim-Bum" - Depois da premiada série da TV Cultura e da coleção de doze livros lançados pela Companhia das Letrinhas, esta adaptação do roteiro do filme Castelo Rá-Tim-Bum traz uma aventura inédita de Nino, o jovem bruxo de trezentos anos, e de sua exótica família.

"Fazendo Arte Com Hi-5" - Desta vez, a turma do Hi-5 vai levar você ao mundo da arte e dos trabalhos manuais! Com Shaun, Jenn, Curtis, Karla, e o livro "Fazendo Arte Com Hi-5" (editora Fundamento), você vai criar brinquedos, enfeites e fazer colagens de um jeito fácil e muito legal. Venha com Hi-5 se divertir e aprender para valer!

HISTÓRIAS QUE INSTIGAM A IMAGINAÇÃO:

"Ah, Tudo o que Você Pode Pensar!" - Um dos autores de maior sucesso na história da literatura infantil, Theodor Seuss Geisel - ou, simplesmente, Dr. Seuss - encantou gerações de crianças com personagens excêntricos, mundos esquisitos e rimas malucas. Ah, tudo que você pode pensar! transporta o leitor a uma dessas terras imaginárias, povoada por seres fantásticos e repleta de paisagens surpreendentes.

"Coisas que eu Queria ser" - Ao invés da crítica ao consumismo da vida moderna, os autores resgatam sua dimensão lúdica. Subvertendo a resposta à pergunta tradicional "O que você quer ser quando crescer?", no lugar de médico ou advogado surgem depoimentos insólitos: um lápis, um celular, um guarda-chuva.

"Divinas Aventuras" - Mostrando a atualidade da mitologia grega e sua presença camuflada no universo dos quadrinhos, desenhos animados e filmes de ação, a autora convida seus leitores para um encontro surpreendente com Apolo, Atena, Hermes, Posêidon, Zeus e outros deuses. Cada um narra suas peripécias, mas, como a convivência entre eles nem sempre é pacífica, as versões para cada história se contradizem.

Divulgação


"Histórias para Ler na Cama" - Este livro traz nove histórias conhecidas, recontadas com muito humor e ilustradas com capricho. Para ler e contar na hora de dormir, mas também na hora de acordar, de brincar e de descansar!

"Cabelos" - Tudo mudou no dia em que Radoberto pegou uma tesoura e sentiu uma vontade incontrolável de cortar. Depois das primeiras vítimas, os cabelos dos habitantes do reino nunca mais foram os mesmos. O rei foi bater à porta do garoto, exigindo um corte caprichado e ameaçou: "Se meu cabelo não ficar bom, vai ser um inferno para todo o reino". Radoberto fez o corte mais legal da história dos cabelos mais legais. Pena que o rei não concordou, e resolveu proibir todos os cabeleireiros do reino.

"Como o Grinch Roubou o Natal" - Uma criaturazinha que odiava o Natal e vivia numa aldeia de onde se podia observar as luzinhas vindas das casas no período das festas resolveu, com a sua carinha emburrada e malvada, acabar com a alegria da época.

"A Fada Feiticeira" - Rosamaria não se contentava em ser fada: queria ser feiticeira. A rebelde fadinha briga com a mãe e vai morar na divertidíssima floresta das feiticeiras. Escrita pela belga Brigitte Minne e ilustrada pelo também flamengo Carll Cneut, esta fábula trata das diferenças e dos preconceitos na relação entre mãe e filha.

"Minhas Férias" - O colunista da Folha Marcelo Coelho é do tempo em que ninguém escapava de fazer uma redação sobre as férias. Entrava ano, saía ano, e lá vinha a professora de português propondo aos alunos que contassem todas as coisas interessantes que tinham vivido no período de descanso. No livro infantil "Minhas Férias" (Companhia das Letrinhas), Coelho desenterra esse tesouro perdido. E conta, em várias "redações", pequenas e grandes aventuras vividas em situações muito cotidianas.

PARA APRENDER PORTUGUÊS BRINCANDO:

"Clifford Brinca de Esconde-Esconde (Volume 1)" - O pequeno Clifford aprende como usar os advérbios e as preposições. Sua dona, a Emily, o ajuda na brincadeira de esconder.

"Uma Letra Puxa a Outra" - Uma cartilha moderna em que cada letra do alfabeto ganha uma quadrinha, composta com recursos de rima e ritmo que ajudam a memorização.

PARA OS PEQUENOS:

"Cocô de Passarinho" - Uma cidadezinha tem apenas seis habitantes, que sempre se reuniam na pracinha para conversar, mas, além de faltar assunto, tinham as cabeças sujas por cocôs de passarinhos. Com apenas uma solução para os dois problemas, os moradores da minúscula cidade começam a perceber mudanças em relação a isso após a chegada de um vendedor ambulante ao local.

"Cocô no Trono" - A divertida e útil obra de Benoit Charlat ajuda os pais na difícil tarefa de ensinar os filhos pequenos a largar as fraldas e aprender a usar o "troninho". Colorido e educativo, conta a história de um pintinho que faz piada com os cocôs dos outros bichos e depois mostra o jeito que ele aprendeu a usar a privada sozinho.

Leia mais

Leia dicas de livro que ajuda a pais e filhos na escola
Guia descreve 50 experiências para pais e filhos em viagem a Paris
"Saúde de Nossos Filhos" esclarece dúvidas sobre universo infantil
Coleção aborda desenvolvimento do bebê até os três anos
Série ajuda a lidar com choro, chilique e dificuldade do filho para comer e dormir
Especial

Leia o que já foi publicado sobre sobre lançamentos da Publifolha
Confira o especial Crianças
PUBLIEDITORIALLIVRARIA DA FOLHA

LITERATURA: Coleção Folha Grandes Escritores Brasileiros por apenas R$ 14,90 cada!
PORTUGUÊS: Volp mostra como escrever 340 mil palavras na nova ortografia; economize 20%

domingo, 10 de maio de 2009

Segunda feira - Uma relação de amor e ódio

Por Ana Maria Ribas Bernardelli

 

Odeio, na segunda feira, a vadiagem que ainda resiste dentro de mim. Como se o domingo ainda não tivesse acabado. Como se o dia de ontem tivesse sido tão extraordinariamente bom, quanto a minha vontade de ainda tê-lo. Não foi bom. Mas também não foi ruim. Foi um dia de nada. Tanto "nada" que nem escrevi nada aqui no site.

Amo, na segunda feira, a conformidade que se entrelaça com a rotina, dentro de mim. A casa que acorda com um certo vigor. O barulho do portão que se abre para a minha funcionária entrar. A  ordem judicial que decretamos contra a bagunça: "Bagunça, você tem só até o meio dia para deixar este recinto." Amo as roupas lavadas no varal com cheirinho de amaciante. E o arroz com feijão - muitas vezes sem carne- acompanhado de um ovo frito, bem frito, com aquela casquinha crocante. A simplicidade gastronômica que o nosso estomago pede, para se recuperar da comilança desenfreada do domingo. Isso eu amo.

Odeio, na segunda feira, a falta do sonho. Não consigo misturar a vida com a poesia. Não consigo viver dois tempos, embora saiba que sou feita de muitos tempos, muitos sonhos e muitas vidas. Odeio na segunda feira, a angústia da conformidade. Porque a minha conformidade vem acompanhada de uma certa angústia. Não a angústia existencial, mas a “angústia material”. Aquela angústia que é palpável, que tem nome, R.G. e CPF. Angústia pelas coisas que não consigo resolver, pelas coisas que não quero me envolver, pelas atribuições que não desejo me atribuir e que, no fundo, sei que são minhas.

A segunda feira me lembra que existem situações à minha espera, há séculos. E que talvez, elas se petrifiquem, sem que eu as toque com a minha mão mágica.

Amo, na segunda feira, a universalidade de todos os povos, de todas as gentes, de todas as terras. Os ricos e os pobres, os latifundiários e os proletários, até os indigentes e os andarilhos sabem que segunda feira é dia de produzir mais: mais dinheiro, mais trabalho, mais milhas, mais paz e mais guerras. A marca da segunda feira é a produção, seja no capitalismo, no socialismo, em qualquer “ismo.”

Ninguém escapa da síndrome da segunda feira; a segunda feira é o dia em que não conseguimos nos enganar , nem mesmo com uma linguagem de poesia romântica ou de prosa comovente.

Segunda feira é dia de varrer as ruas e juntar o lixo nas esquinas.

É dia de abater os bois nos matadouros.

É dia de levantar paredes nas casas.

É dia de curar feridas nos consultórios.

É dia de verificar o extrato no banco.

É dia de levar nos lombos uma carga pesada: a carga da maldição do Éden: “ com o suor do seu rosto comerás o teu pão.”

Até que Deus foi generoso na sentença: bastava tomar um pedaço de terra – porque a terra era de todos – semear, moer o trigo, fazer o pão e comer. Simples assim. Eu comeria o meu pão e você comeria o seu. O pão sem margarina, sem presunto, sem queijo. Porque o paladar se acostuma com aquilo que você lhe oferece e depois exige aquilo com que você o acostumou.

Ana Maria Ribas Bernardelli - Escritora

http://www.anamariaribas.com.br/

quinta-feira, 7 de maio de 2009

Como Eu Vi o Mundo aos 18 Anos

LuLei

Garrafas vazias,
Cigarros apagados
Nas bocas sedentas de amor.
Futilidades.
Risos infernais
De seres incompreendidos.
Jovens, paixões,
Amores em forma de buraco negro.

Descontinuidade

Caminhos tortuosos,
Meticulosamente traçados
Para virgens envergonhadas
Por carregarem uma membrana estúpida.
Futebol. Discotecas. Futebol. Telenovelas.
Sóis azuis. Campos amarelos
De gente com fome.
Crianças subalimentadas, terceiro mundo


Descontinuidade.

31.Maio.1982

Estas palavras são apenas pensamentos, não pretendem ser “poemas” ou qualquer forma erudita de expressão.

Postado originalmente em:
http://www.arte-e-manhas.com/2009_04_01_archive.html
Postagem autorizada pela autora (Luísa)

terça-feira, 5 de maio de 2009

Amor é fogo que arde sem se ver





Amor é fogo que arde sem se ver;
É ferida que dói e não se sente;
É um contentamento descontente;
É dor que desatina sem doer;

É um não querer mais que bem querer;
É solitário andar por entre a gente;
É nunca contentar-se de contente;
É cuidar que se ganha em se perder;


É querer estar preso por vontade;
É servir a quem vence, o vencedor;
É ter com quem nos mata lealdade.

Mas como causar pode seu favor
Nos corações humanos amizade,
Se tão contrário a si é o mesmo Amor?

Luís de Camões

Selo recebido da aaamorrr


Selo recebido de minha grande amiga Edilene-aaamorrr